Ir para o conteudo 1 Ir para o menu principal2 Pular lista Órgãos de Governo3

Usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no Portal Dataprev. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse nosso Aviso de PrivacidadeAo continuar navegando, você confirma que leu, compreendeu e consente com a utilização de cookies.

Atualizado em: 
ter, 26/03/2024 - 16:48

Objetivo é esclarecer e traduzir termos, tecnologias ou temas relevantes da TI e da transformação digital

arte dataprev explicaA Dataprev lançou, no início deste mês de março, o Dataprev Explica. O objetivo é esclarecer e traduzir termos, tecnologias ou temas relevantes da TI e da transformação digital. O conteúdo está previsto para ser publicado quinzenalmente nos canais oficiais da empresa e o hoje o tema do periódico é sobre Plataforma Digital. Confira abaixo.

Uma plataforma é um produto que serve ou permite o desenvolvimento ou ativação de outros produtos ou serviços, segundo a definição do Gartner Group. Pode ser comparada a uma base construída com peças de Lego, sobre a qual serão encaixadas novas camadas conectáveis a outras e outras e outras.

No contexto da digitalização, as plataformas são construídas com elementos de software e hardware. De acordo com seus objetivos e modelos de negócio, elas podem conter recursos relacionados a armazenamento, processamento e análise de dados, sistemas de segurança e gestão de acesso, aplicações específicas. Reúnem várias funcionalidades que são colocadas à disposição, em geral, por meio de APIs (interfaces de programação de aplicações), utilizadas para criação de novos serviços e aplicações, em um ecossistema integrado. Suas principais vantagens incluem a alta escalabilidade, a possibilidade de ganhar mais capacidade de forma colaborativa, a padronização de processos e a velocidade na entrega das soluções. 

O conceito de plataforma digital está no centro da Estratégia de Governo Digital (EGD). A partir da Carteira de Identidade Nacional (CIN), que assegura uma identificação única em todo o país, o objetivo do Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI), é integrar sistemas e serviços para o cidadão, mesmo que eles operem com diferentes bases de dados (previdência, trabalho, assistência social, etc.). Essa integração está permitindo inverter, gradativamente, a abordagem do serviço público. Em vez de o cidadão buscar o Estado para garantir seus direitos, o Estado adota postura proativa, buscando o cidadão para oferecer o que ele necessita, conforme as demandas de cada fase de sua jornada de vida.

Atualmente, a plataforma Gov.BR oferece 4.291 serviços digitais (90% do conjunto oferecido pelo Estado), de 220 órgãos federais. Desde 2019, já recebeu 833 milhões de acessos. O serviço mais procurado, com 84 milhões no mesmo período, é o Meu INSS, desenvolvido pela Dataprev.

A filosofia de plataformas integradas em ecossistema de serviços e dados também está na base da Estratégia Nacional de Governo Digital, em elaboração pelo MGI, que quer apoiar a transformação digital de estados e municípios e conectar serviços federais e de outras instâncias, para facilitar a vida dos cidadãos.  

As plataformas têm sido vistas como tendência importante para impulsionar a transformação digital do setor público, aproximando as pessoas do Estado, fortalecendo o exercício da cidadania e assegurando melhor acesso aos serviços públicos.