Ir para o conteudo 1 Ir para o menu principal2 Pular lista Órgãos de Governo3

Usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no Portal Dataprev. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse nosso Aviso de PrivacidadeAo continuar navegando, você confirma que leu, compreendeu e consente com a utilização de cookies.

Atualizado em: 
ter, 12/12/2023 - 20:03

Para ampliar a atuação no governo e sua capacidade produtiva, empresa reforça investimentos em 46% para 2024 e retoma concurso público após sete anos

 

diretor valter correa de ladoRecém-saída do Programa de Desestatização, a Dataprev celebra em 2023 não só a chegada aos seus 49 anos, como também a perspectiva de ampliar sua capacidade e sua atuação entre os órgãos de governo. Nesse contexto, a gestão econômica tem papel estratégico na realização dos investimentos necessários para o crescimento sustentável da empresa e no gerenciamento dos recursos para realização das ações previstas em seu planejamento anual.

Essa expectativa de expansão pode ser traduzida em números: se em 2023 o investimento executado está na casa de R$ 90 milhões, dos R$ 105 milhões orçados, a previsão para o próximo ano é de R$ 152 milhões, um aumento de 46%, como ressalta o diretor de Administração e Pessoas da Dataprev, Valter Correia. “Hoje a empresa não tem os mesmos desafios de um ano atrás. Estamos no Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, que prevê uma atuação muito mais estratégica da empresa, para todas as esferas do governo federal. Isso nos leva a repensar o quadro de pessoas, o tipo de estrutura que queremos e onde devemos fazer os maiores investimentos”, explica.

A aceleração necessária para ampliar a capacidade produtiva da empresa passou pela revisão dos processos de compras da Dataprev. Ações para alcançar a eficiência na esteira de aquisições — com a execução de compras no prazo, com economicidade, segurança e transparência — incluíram uma nova estrutura organizacional, reforço e capacitação da equipe, além da uniformização de procedimentos. Também foram encerrados 120 processos de reajustes, reconhecimentos de dívida, repactuações e prorrogações, alguns com entrada em compras desde 2021.

Para além das aquisições de soluções e equipamentos de infraestrutura para atendimento a demandas de atuais e potenciais clientes, as ações na área de gestão de pessoas miram no futuro: junto ao investimento previsto em qualificação profissional para suporte à transformação em andamento da empresa, um novo concurso público busca recuperar a política de renovação de seu cadastro de reserva a cada dois anos. Em 2023, o primeiro concurso público após sete anos sem seleções atraiu 28,8 mil inscritos. A previsão é que a convocação para 222 vagas imediatas seja iniciada ainda este ano.

Paralelamente, a empresa retomou o Programa de Desligamento Incentivado (PDI), voltado a empregados aposentados em atividade e assistentes de TI. Parte do processo de adequação da força de trabalho da empresa, o programa promove a renovação do quadro de pessoal, além de oferecer condições que contribuem para a qualidade de vida dos empregados no encerramento do seu contrato de trabalho.

“Estamos abrindo canais de entrada e saída para que possamos readequar nossa força de trabalho para os próximos desafios. Prevemos para este concurso 222 vagas iniciais, número que poderá ser ampliado com o resultado do PDI, quando poderemos chamar mais pessoas”, explica Valter Correia.

Dos 25 perfis de profissionais contemplados na seleção, a maior parte é voltada para desenvolvimento de software, análise de negócios e sustentação tecnológica, além de reforço para áreas de aquisições e gestão de pessoas.

 “Vamos ter também um importante trabalho de recepção dos novos empregados. Precisamos integrá-los à nossa cultura organizacional, que sempre foi muito forte, de compromisso com as demandas sociais do país”, completa o diretor.

Os novos contratados chegam no momento em que a Dataprev, acompanhando uma tendência do mercado brasileiro e mundial, em especial o de tecnologia, aposta em um novo modelo de trabalho, após quase três anos de atuação de 90% das equipes em regime remoto, implementado devido à pandemia da Covid-19. O modelo híbrido de trabalho proposto pela Dataprev, de três dias fixos presenciais e dois em teletrabalho, tem como objetivo combinar a flexibilidade da atividade remota com os benefícios tangíveis e intangíveis da interação pessoal e da criação conjunta.

Diante de um cenário que projeta expansão para a empresa, com novas missões e a responsabilidade de atender às urgentes demandas sociais do país, o novo modelo contribui para o fortalecimento de uma cultura de trabalho baseada na colaboração e o maior engajamento e a colaboração entre as equipes.

“Isso vai exigir uma nova forma de nos organizarmos internamente, além de qualificação, principalmente de gestores, para esse novo modelo. Precisamos estabelecer indicadores de performance, indicadores para produtividade, até para podermos fazer comparações para aprimoramento do modelo adotado”, avalia o diretor.

Para a implantação do novo modelo, iniciado em outubro de 2023, a empresa pesquisou as melhores práticas que vêm sendo adotadas nas empresas, assim como avaliou pesquisas e estudos que apontam os reflexos positivos da convivência dos empregados nos resultados das empresas.

“Não existem modelos acabados. Fizemos benchmarking, estudamos a experiência de outras empresas do nosso porte e da nossa área de atuação. Agora precisamos descobrir o nosso modelo. Estamos construindo essa história”, ressalta Correia.

Nesse contexto, a Diretoria de Administração e Pessoas buscará a adoção de ferramentas que possam apoiar essa gestão, renovando e aprimorando processos de custos e da folha de pagamentos dos empregados, entre outras frentes.

“Estamos em meio a uma revitalização desses sistemas junto aos fornecedores. A inteligência de dados é essencial para a empresa como um todo — mas na área de pessoas e de finanças é absolutamente fundamental”, finaliza.

*Notícia publicada na edição especial de aniversário da Revista Dataprev Resultados. Acesse a publicação na íntegra.

Foto: Wenderson Araújo